8 de jul de 2013

O que aconteceu...

¿Quién te gusta? Nadie ¿Quién te gusta? Eh dicho que nadie ¿Quién te gusta? ¿Cuantas veces lo repetirás? Las necesarias para que digas mi nombre



Eu não sei o que está realmente acontecendo, eu sempre repeti a mim mesma que nunca ia chorar na frente de qualquer pessoa, ainda mais por um garoto, eu sei que se eu chorar é porque eu não aguentei, por que cheguei no meu limite, eu tento ser forte, as vezes consigo, mas as vezes, eu tento sem sucesso, eu nunca tinha chorado por ninguém, minha vida foi sempre normal, eu aceitava perder as pessoas porque, na verdade, nunca me aproximei daquelas que eu amava.

Eu não sei como dessa vez foi diferente, sim, infelizmente a vida me pegou de jeito e me deu umas belas sacudidas e me disse, “ é a sua vez de sofrer você tem que aprender a erguer a cabeça depois de cada problema e ser mais forte do que sempre foi”. Daí essa louca decidiu colocar você no meu caminho, me empurrou pra você, eu tive coragem , pela primeira vez, de me aproximar de alguém que eu nem imaginava como era, que eu nem se quer pensava que ia se tornar tão importante.

Talvez você não lembre, mas eu lembro de cada detalhe, data, talvez até horas e minutos em que eu botei meus olhos e você e você me provocou, mexeu comigo, foi chato, insuportável, mas me conquistou. Foi em uma noite qualquer em que a gente começou a se falar e todo dia, você entrava e me dizia oi, e a gente tinha assunto pra todas as noites durante 1 mês e meio.

Diante de tudo isso, todo esse papo, toda essa amizade, surgiu a brincadeira, de um modo eu diria inocente, eu disse “eu te amo” e você também, a gente foi se retribuindo até que a coisa ficou realmente séria, você perguntou se eu te amava de verdade, e aquela pergunta me deixou num silencio que eu diria ser atormentador, eu gostava do seu amigo, e isso me deixou totalmente confusa, porque eu gostava de você, a gente nem se desgrudava, mas eu gostava dele, você ameaçou tanto ir embora, eu chorei tanto por você naquele dia, por medo de te perder, eu sabia que se não dissesse o que você queria ouvir você me deixaria, talvez pra sempre, e esse medo tão intenso de perder você, me fez te escolher.

Antes disso, eu jamais pensei, nem um dia sequer que a gente poderia ter algo além de amizade, mas eu nem sei, você foi conquistando, foi chegando devagar, me machucando nesse trajeto, claro, me enganando, iludindo, eu desisti, e você me deixava mais confusa, quantas noites eu chorei, quantas vezes eu molhei o meu travesseiro  por você, foram tantas, eu não parei pra contar, e se tivesse começado, eu perderia as contas, quantas vezes me senti sozinha, perdida, eu nem pensava direito eu fazia besteira, não sei realmente como conseguia sorrir e fingir que tudo estava bem pra mim.

Enfim, você veio, conquistando, dizendo coisas fofas, eu me derreto fácil e você sabia disso, por certo tempo você mudou, então eu consegui perceber que eu era só mais uma das que você queria pegar e depois largar, a meu amor porque? Então vejamos, eu deixei e ser burra, deixei de ser carinhosa, deixei de dizer “te amo” todas as noites, eu escutei as minhas amigas, por certas vezes eu nem te respondia, e veja só, você sentiu falta, você voltou dizendo que queria tentar outra vez.

O teu ciúme as vezes me tira do sério, eu não consigo entender pra que tanto exagero, já que falei por diversas vezes que eu amo você é com você que eu quero ficar, eu sei, eu também passo dos limites as vezes, mas te desculpo bem mais fácil do que você quando eu cometo erros, é só você dizer, “desculpa mas você sabe que eu te quero, e sabe que eu quero só você” que eu te perdoo , porque que quando é pra me favorecer essas palavras pra você não valem coisa alguma?

Por certas vezes, penso se isso foi mesmo uma boa ideia, escolher você, lá atrás, desistir de outra pessoa que me fazia bem, as vezes eu acho que sim, outras eu acho que não, apesar de tudo hoje você faz mais parte de mim do que eu pensaria ou até mesmo gostaria, você tomou conta do vazio que eu sentia, eu preciso do teu abraço, eu preciso do teu cheiro, eu preciso de você perto de mim, voe me faz bem, eu me sinto segura, eu me sinto bem, e as vezes não sei, eu sinto tanta falta de você quanto a gente tá longe um do outro que eu penso que vou sair correndo só pra poder te ver, eu não sei o que acontece comigo, não sei se é amor ou apenas uma paixão muito forte, mas quando eu digo “te amo” hoje realmente sei que é com sentimento, sinto que estar ao seu lado, foi realmente a escolha mais certa que eu já fiz, tomei uma decisão difícil, que me fez sofrer em certos momentos, mas eu sei o quanto valeu a pena, porque hoje que me sinto feliz e completa quanto você está do meu lado, tive que escrever tudo isso só pra no final poder dizer, eu amo você.

By ~ Eduarda T.



Nenhum comentário:

Postar um comentário